Aeroporto de Bali reabre após deslocamento de cinzas vulcânicas

Autoridades rebaixam nível de alerta de aviação – um alívio para quase 120 mil turistas ilhados no paraíso turístico da Indonésia. Dimensão e duração de atividade no monte Agung permanece incógnita para cientistas.O aeroporto internacional de Bali reabriu nesta quarta-feira (29/11) após permanecer três dias fechado por conta da ameaça do aumento da atividade do vulcão Agung. Com as nuvens de cinzas emitidas pelo vulcão se afastando, as autoridades rebaixaram o nível de alerta de aviação, trazendo alívio para quase 120 mil turistas ilhados no paraíso turístico da Indonésia.

Coluna de cinzas provocou a retirada de dezenas de milhares de pessoas de vilarejos próximos ao motne Agung

Foto: DW / Deutsche Welle

“Todos os voos de partida e chegada estão agora em operação”, comunicou a Angkasa Pura, empresa responsável pela operação do aeroporto, através do Twitter.

No entanto, as autoridades aeroportuárias alertaram que os voos podem ser interrompidos novamente caso os ventos mudem de direção, pois as cinzas representam um perigo para as turbinas das aeronaves.

As autoridades rebaixaram o alerta de aviação para laranja (um grau inferior ao alerta máximo – vermelho) depois de se reunir no aeroporto e avaliar as condições atuais, de acordo com um comunicado do Ministério do Turismo. Cerca de 900 voos procedentes e com destino a Bali foram cancelados desde segunda-feira.

Ao mesmo tempo, o Centro de Vulcanologia e Mitigação de Riscos Geológicos da Indonésia manteve o nível de alerta de erupção máximo e a zona de segurança em um raio de até 10 quilômetros ao redor da cratera, advertindo sobre o risco de uma grande erupção.

No começo da semana, autoridades tinham elevado os níveis de alerta ao máximo e ordenado a retirada em massa de pessoas que vivem perto do monte Agung, a montanha mais alta de Bali.

Quando o vulcão começou a sinalizar atividade, em setembro, 140 mil pessoas foram forçadas a deixar suas casas. Algumas retornaram no final de outubro, quando a atividade diminuiu. Mas no sábado uma coluna de cinzas foi lançada para a atmosfera pela segunda vez em uma semana, forçando moradores a retornar aos abrigos.

Um satélite da Nasa detectou uma anomalia térmica na cratera, o que significa que uma passagem da câmara de armazenamento na crosta do vulcão abriu, o que permite que o magma acesse a superfície com mais facilidade.

Cientistas não têm certeza sobre o quão grande será a erupção. Diana Roman, geóloga do Instituto Carnegie de Washington, disse ao jornal Washington Post que pesquisadores “não têm base para saber se essa erupção se intensificará, continuará em seu nível atual ou irá parar”.

A erupção pode ter efeitos na temperatura da Terra. A última grande erupção do vulcão Agung ocorreu em 1963 e deixou cerca de 1.100 mortos.

Bali é o principal destino turístico da Indonésia, com uma afluência mensal de cerca de 200 mil turistas estrangeiros, segundo dados oficiais. O arquipélago da Indonésia está localizado sobre o chamado “Anel de Fogo” do Pacífico, uma zona de grande atividade sísmica e vulcânica que sofre milhares de sismos por ano, a maioria moderados.

PV/efe/afp/rtr

___________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Deutsche Welle
A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.