Americano vence prêmio Nobel de Economia

ESTOCOLMO — O americano Richard H. Thaler foi anunciado, nesta segunda-feira, como vencedor do prêmio Nobel de Economia. Ele incorporou presunções psicológicas realísticas em análises econômicas sobre tomadas de decisão. Thaler mostrou como os humanos sistematicamente afetam deciões individuais, assim como resultados do mercado, por meio do estudo das consequências de racionalidade limitada, preferências sociais e falta de auto-controle.

O Nobel de Economia foi premiado pela primeira vez em 1969 para festejar os 300 anos do Banco Central da Suécia. Desde então, foram 49 premiações para XX condecorados. Em 2009, Elinor Ostrom foi a primeira mulher a ser laureada na categoria.

No ano passado, a honraria foi concedida ao britânico-americano Oliver Hart e o finlandês Bengt Holmström por seus trabalhos sobre a teoria do contrato. Hart é professor de Economia da Universidade de Harvard, enquanto Holmström leciona Economia e Administração no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês).

Em 2015, o vencedor foi Angus Deaton, também britânico-americano, por sua análise dos padrões do consumo, da pobreza e do bem-estar, e sua demonstração de que o acúmulo de riqueza não é necessariamente paralelo à melhora do bem-estar.

O Nobel de Economia foi o sexto prêmio anunciado pela academia neste ano, que já divulgou os vencedores de Medicina, Física, Química, Literatura e Paz.

Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail.

TROCAR IMAGEM


Quase pronto…

Acesse sua caixa de e-mail e confirme sua inscrição para começar a receber nossa newsletter.

Ocorreu um erro.
Tente novamente mais tarde.

Email inválido.
{{mensagemErro}}

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.