Fifa planeja ‘Supermundial de Clubes’ com 24 times; veja quem jogaria

GIUSEPPE CACACE/AFP/Getty Images

Fifa planeja muitas alterações no Mundial de Clubes

Segundo o jornal Marca, a Fifa segue empenhada em fazer muitas mudanças em seu calendário de torneios. A principal dela será a extinção da Copa das Confederações, com a Alemanha sendo considerada a última campeã na edição de 2017, e a criação de um “Supermundial” de Clubes, que faria sua estreia em 2021. 

A competição, que reuniria equipes dos quatro cantos do planeta, seria realizada exatamente na mesma ocasião da Copa das Confederações: entre junho e julho, um ano antes da Copa do Mundo.

O veículo apurou que a competição terá 24 times de cinco continentes, sendo que a Europa enviará metade dos concorrentes à taça: 12 clubes.

Na Uefa, o critério de classificação será o seguinte: os quatro últimos ganhadores da Champions League, os quatro últimos finalistas que não foram campeões e outros quatro com melhor coeficiente. Se os escolhidos fossem determinados hoje, portanto, a lista ficaria assim: Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madri, Juventus, Bayern de Munique, Paris Saint-Germain, Sevilla, Manchester City, Borussia Dortmund, Benfica, Arsenal e Porto.

A América do Sul, por sua vez, será o segundo continente Fifa mais representado, com cinco clubes. Ainda não há clareza sobre o critério de classificação, mas o mais provável é que sejam os últimos quatro campeões da Libertadores mais o time de melhor coeficiente da Conmebol (atualmente, o Boca Juniors). Com isso, os classificados no dia de hoje seriam: Atlético Nacional-COL, River Plate, San Lorenzo, Atlético-MG e Boca. 

América do Norte, Ásia e África teriam dois representantes cada, com os critérios de classificação ainda não determinados. Se for pela lógica (os últimos dois campeões continentais), a Concacaf enviaria hoje Pachuca-MEX e América-MEX, a CAF mandaria Wydad Casablanca-MAR e Mamelodi Sundowns-AFS, e a Ásia seria representada por Urawa Red Diamonds-JAP e Jeobunk Hyundai Motors-COR.

Também não foi definido se a Oceania terá um representante fixo ou se terá que passar por algum tipo de repescagem. Em todo o caso, se os critérios de outros continentes forem mantidos, o clube que iria hoje para a competição mundial seria o Auckland City-NZL. 

O torneio seria dividido em oito grupos de três times, com apenas o melhor de cada chave avançando às quartas de final. O grande campeão disputaria um total de cinco jogos, o que significa que a competição deve durar no máximo 20 dias.

Ainda não foi determinado se o país-sede da competição será o mesmo da Copa do Mundo seguinte, como no caso da Copa das Confederações, ou uma nação escolhida pela Fifa. No caso da segunda opção, a China aparece como grande favorita, segundo apuração do Marca.

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.