Homem morre após tirar ‘selfie’ com granada na Rússia – Mundo Insólito


Reprodução/Metro.co.uk

O russo Alexander ‘Sasha’ Chechik tentou impressionar seus amigos com uma granada e acabou morrendo

O russo Alexander “Sasha” Chechik, de 26 anos, morreu após tirar uma selfie enquanto segurava uma granada sem o pino de segurança. De acordo com o portal britânico Daily Mail
, o homem enviou as fotos para vários amigos com o objetivo de “impressioná-los”, o que, para a polícia, é um indício que descarta as suspeitas de suicídio.

Leia também: Mulher corta pênis e testículos de namorado com tesoura de jardinagem e é presa

Mensagens trocadas entre Chechik, morador da cidade Labinsk, na Rússia, e um de seus colegas mostram o diálogo: “onde você está? Você está bem?”, imediatamente antes do russo mandar a selfie
e escrever “depende do que você entende como estar bem”. Em resposta, seu amigo pede para que ele “não faça nada estúpido”.

Momentos depois, a granada explodiu e o homem, que estava dentro de seu carro, não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que ele imaginava que o explosivo só causaria problemas – mesmo sem o pino de segurança – se fosse lançado. Mas não foi isso o que aconteceu.

O Comitê Investigativo da Rússia
está examinando todos os detalhes do incidente, que não foi considerado um suicídio, como informou a oficial Natalia Smyatskaya ao portal de notícias.

Leia também: Aliado de Merkel, prefeito de cidade alemã é esfaqueado por receber refugiados

Suicídios na Rússia

mais que os policiais tenham descartado as possibilidades de morte intencional, a questão foi levantada porque o país sofre com um grande número de suicídio entre os homens. De acordo com o site Lad Bible
, as estatísticas estão próximas das maiores taxas do mundo.

Junto de todo o antigo bloco soviético e países como o Casaquistão, Lituânia, Belarus, Ucrânia e Letônia, tais territórios sofrem com o problema de forma muito mais grave do que a Europa ocidental, algo atribuído a uma combinação de alcoolismo
e descaso com a saúde mental.

Leia também: Conheça Ezrah Dormon, o “tatuador mirim” profissional de apenas 12 anos de idade

causa disso, a primeira possibilidade levantada tanto pelos polícias quanto pelos amigos de Chechik, no caso da “selfie” com a granada, foi o suicídio. Porém, como ele enviou a foto para diversos colegas, as autoridades acreditam que o russo só queria impressioná-los. 

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.