Microsoft anuncia fim do desenvolvimento do Windows 10 Mobile

O Windows 10 Mobile, anteriormente Windows Phone, sempre viveu uma situação difícil. A adoção por parte dos utilizadores nunca foi muito expressiva, especialmente no mercado norte-americano, que é um mercado essencial para a Microsoft. Isto acabou por criar um ciclo vicioso e recessivo para a plataforma: a quota de mercado baixa leva a um desinteresse por parte dos OEM em lançar smartphones com Windows Mobile e também acaba por não ser compensatório desenvolver aplicações para a plataforma.

Esta complexa situação levou a que Joe Belfiore, um dos executivos mais importantes na Microsoft, anunciasse via Twitter que o desenvolvimento do Windows Mobile está definitivamente estagnado, não sendo de esperar novidades, funcionalidades nem novos dispositivos.

Joe Belfiore é Vice-Presidente corporativo da Microsoft e ontem publicou um conjunto de tweets que nos permitem tirar várias conclusões quanto ao futuro do Windows 10 Mobile.

As primeiras declarações inseriram-se no âmbito do atual enquadramento do Windows Mobile. Joe Belfiore defende que o Windows 10 Mobile já não é um bom sistema operativo para o consumidor comum, tendo estes melhores opções com mais diversidade de dispositivos e aplicações.

O Windows 10 Mobile neste momento está ajustado para o mercado corporativo, onde é mais importante ter um sistema operativo fiável, simples e bem inserido com os serviços da Microsoft, neste caso em particular.

As aplicações são um requisito essencial para os consumidores e o Windows 10 Mobile não consegue corresponder às necessidades nesse parâmetro.

Neste quesito das aplicações, Belfiore afirmou que nada mais podia ter sido feito pela Microsoft: pagaram a desenvolvedores para criar aplicações para Windows, codificaram as aplicações por eles, mas o volume de utilizadores era demasiado baixo para justificar o investimento na plataforma.

Quando questionado sobre o futuro do desenvolvimento e progressão do Windows 10 Mobile, Joe Belfiore foi muito direto e confirmou todos os indicadores que eram expressos pelas escolhas e decisões da Microsoft.

Belfiore admitiu que o desenvolvimento do Windows 10 Mobile se vai restringir a apenas atualizações cumulativas, correção de bugs e atualizações de segurança. Não é de esperar novas funcionalidades, novidades ao nível do sistema operativo nem lançamento de novos dispositivos com Windows 10 Mobile. No entanto, está garantido o suporte até 2019, pelo que receberá atualizações mais elementares e focadas na manutenção e segurança da plataforma.

Esta nova estratégia da Microsoft já tem sido delineada há algum tempo. Apesar de ter sido agora confirmada por um alto quadro da Microsoft, a estagnação no desenvolvimento do Windows 10 Mobile era notória e era também óbvia a incapacidade da Microsoft em lutar com o Android e iOS no segmento dos sistemas operativos móveis.

Windows 10 Mobile

Tendo perfeita noção disso, a Microsoft abrandou o desenvolvimento do seu sistema operativo e reforçou a aposta nos seus serviços ao disponibilizá-los nos seus concorrentes, de modo a garantir pelo menos que os utilizadores se mantêm no universo Microsoft.

Quanto ao futuro do segmento Mobile da Microsoft, certamente não passará pelo Windows 10 Mobile. As últimas tendências indicam que poderá ser o Windows 10 on ARM a garantir presença nesse segmento, com o lançamento do Surface Phone/Mobile.

Contudo, não passam de meros rumores e certamente este dispositivo Surface será também ele destinado ao mercado corporativo, não sendo por isso de esperar grandes trunfos e características destinadas ao consumidor comum.

Leia mais sobre o futuro do Windows 10 Mobile

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.