Rihanna e Kim Kardashian pedem a liberdade de garota que matou seu sequestrador – Paula Carvalho

Cynthoia Brown, hoje com 29 anos, está presa há 13 anos como resultado de um julgamento em que foi considerada adulta. Ela tinha 16 anos e foi condenada a prisão perpétua por matar um homem, no que foi considerado roubo seguido de assassinato, pois a acusada fugiu da cena do crime com uma carteira e uma arma.

Acontece que durante o julgamento, uma história terrível foi revelada. A garota era mantida como refém e escrava sexual. Na adolescência, Cyntoia Brown foi viver com esse homem, que a forçava a se prostituir. Em uma noite, em agosto de 2004, ela foi abordada por Johnny Allen, que a levou para sua casa, para fazer sexo com ela em troca de dinheiro. Nessa oportunidade, a garota entendeu que poderia tentar fugir de seu aliciador.

Nesse contexto, repleto de episódios de violência, a americana pegou uma das armas de coleção de Allen e atirou contra ele, para fugir. Todo o histórico anterior não foi considerado no julgamento, que aconteceu em 2004 e resultou em uma condenação por roubo e prostituição.

A repercussão desse caso mudou inclusive a lei penal do Tennessee. Sete anos após sua condenação, decidiu-se não mais condenar menores de 18 anos por prostituição. Quem quiser saber mais sobre o caso de Cynthoia, pode procurar o documentário , que revela a trágica história da garota, que teve outros casos de violência na família. Me Facing Life: Cyntoia’s Story, lançado por Daniel Birman, em 2011, acompanhou os sete primeiros anos da garota na prisão e procurou saber mais sobre seu passado, entrevistando parentes biológicos e adotivos.

Segundo o documentário, Allen teria aterrorizado Cyntoia, mostrando suas armas… E a garota, por sua vivência, se sentiu ameaçada acreditando que o homem ia matá-la e, por isso, teria atirado nele.

Agora, celebridades como Kim Kardashian, Rihanna, Cara Delevigne e Lauren Jauregui pedem pela liberdade da garota, que teria  direito a pedir liberdade condicional apenas após ao menos 51 anos de reclusão. Desde segunda, a #FreeCyntoiaBrown reúne uma críticas sobre o sistema de justiça americano.

Kim Kardashian está tão engajada que acionou os próprios advogados para ajudar consultar saídas legais para a libertação da americana.

“O sistema fracassou. É de quebrar o coração ver uma jovem ser traficada e, quando toma coragem de lutar, é presa para a vida! Nós precisamos fazer melhor, fazer o certo. Liguei para os meus advogados para ver o que pode ser feito para consertar isso”

Rihanna reforçou o coro:

“Nós mudamos a definição de justiça pelo caminho?? Algo está terrivelmente errado quando o sistema deixa passarem esses estupradores e vítima é presa para a vida! A todos vocês responsáveis pela sentença dessa jovem, eu peço a Deus que não tenham filhos, porque esta poderia ser a sua filha punida por já ter sido punida”

Existe uma petição online que pede por misericórdia e que reúne mais de 100 mil assinaturas. Alguns analistas defendem que ela tem direito de pedir revisão da pena após cerca de 15 anos cumpridos, o que está próximo de acontecer.

 

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.