Sem Aránguiz, Pizzi perde Puch e Paredes no primeiro treino do Chile em São Paulo

Getty

Pizzi tem problemas para montar o Chile

O técnico argentino Juan Antonio Pizzi, que já não conta com o volante Charles Aránguiz, não contou neste domingo com os atacantes Edson Puch e Esteban Paredes, no primeiro treino realizado em São Paulo visando o jogo com o Brasil, pela rodada final das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018.

O ex-jogador do Internacional, atualmente no Bayer Leverkusen, está praticamente vetado para a partida, devido à lesão muscular. A comissão técnica não divulgou qual é o prazo de recuperação para confirmar ou descartar presença.

Se Aránguiz acabar ficando fora do jogo com o Brasil, o favorito a atuar no meio é o volante Erick Pulgar, formando quarteto com Francisco Silva, Pedro Pablo Hernández e Jorge Valdívia.

Da atividade, realizada no o CT do São Paulo, Puch foi desfalque por ter sido liberado por motivos particulares, para ir à Iquique e se reapresentar amanhã. Já Paredes acabou não participando da atividade devido a uma gripe. Ambos são reservas do time de Pizzi.

O meia Arturo Vidal, por sua vez, está fora do jogo por estar suspenso e sequer viajou ao Brasil. Já Eugenio Mena deverá perder posição na lateral-esquerda, dando lugar a Jean Beausejour.

A provável escalação chilena para o jogo tem Bravo; Isla, Medel, Jara e Beausejour; Silva, Hernández, Pulgar e Valdívia; Sánchez e Vargas.

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.