Ser ator, famoso, lindo e gay – Paula Carvalho

Você já deve ter visto Dan Amboyer em séries como Law & Order, Person of Interest, Younger e The Blacklist: Redemption, ou até mesmo em Batman vs Superman: A Origem da Justiça. 

Talvez você até siga o ator no Instagram:

Agora, o que a gente não sabia era que o ator teve que esconder ser gay por mais de dez anos para não comprometer sua carreira. Agora, casado, Amboyer saiu do armário e falou sobre o assunto à revista People:

“Sendo um ator jovem nessa indústria, sempre fui advertido para me manter quieto. Foi difícil viver com isso. Mas nunca interpretei um personagem gay e eu não queria ficar limitado por uma percepção estranha.”

O ator ainda explicou que quando começava a trabalhar em alguma produção nova, entrava num processo de abrir para as pessoas. Amboyer e Eric P. Berger celebraram a união, que já dura 10 anos, em uma cerimônia na Marble Collegiate Church.

“Quero viver minha vida com integridade e orgulho. Podemos começar uma família um dia e eu me sentiria muito estranho se não celebrasse isso com meus parentes, meus amigos e meus fãs. Esse é o início de um futuro lindo”

Dan Amboyer também falou de outros atores que o inspirarem a tomar uma posição, como Matt Bomer, que está na série White Collar e no filme Magic Mike, e que saiu do armário em 2012, quando ganhou um prêmio e agradeceu seu parceiro e os três filhos do casal. Zachary Quinto também foi citado, ele que atuou em Heroes, viveu Spock no longa de Star Trek, e participou na série American Horror Story. Outro nome levantado pelo ator foi Nico Tortorella, das séries The Following e Younger, que declarou:

“Eu nunca estive no armário… nunca estive nessa situação. Acho que uma coisa é esconder e outra coisa é se assumir em alguma declaração pública. Sempre fui eu mesmo e franco sobre isso, nunca fui tímido. É apenas uma fluidez… Todos estamos meio que caminhando nessa direção”.

Ano passado, o ator Colton Haynes, da série Arrow, assumiu ser gay e acusou Hollywood de homofobia, dizendo que as pessoas em posições de poder não conseguem ver além da orientação sexual de uma pessoa gay para papéis dramáticos e que seus últimos três trabalhos, após se assumir, foram todos dados por autores ou diretores homossexuais.

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.