Strachan culpa a “genética” após não conseguir vaga na repescagem com a Escócia

O técnico teve uma explicação curiosa após a Escócia não conseguir a vaga na repescagem no Grupo F depois de um empate contra a Eslovênia

Gordon Strachan afirma que “a genética” está impedindo a Escócia de competir em um nível superior depois que seu time perdeu a chance de chegar na repescagem das Eliminatórias para a Copa do Mundo. 
 
Precisando de três pontos para garantir o segundo lugar no Grupo F, os homens de Strachan só conseguiram um empate 2-2 contra a Eslovênia, após ficar na frente durante o primeiro tempo inteiro. 
 
Roman Bezjak acabou virando para o time esloveno na segunda etapa, antes de Robert Snodgrass empatar tardiamente para a Escócia. E Strachan acredita que uma desvantagem física inerente está dificultando a capacidade da Escócia se igualar a seus rivais. 

Crédito: Getty

“O que eu sei é que, geneticamente, estamos atrasados”, disse o ex-treinador do Celtic em sua coletiva de imprensa pós-jogo. Na última campanha, fomos o segundo mais pequeno, além da Espanha. Isso significa que precisamos escolher uma equipe esta noite para tentar combater a altura e força [da Eslovênia]. Nós sabíamos que as jogadas pelo alto seriam um problema e eles marcaram a partir de duas jogadas assim. Não podemos mudar a genética”. 
 
O treinador recebeu o apoio do capitão Darren Fletcher e do atacante Leigh Griffiths, mas Strachan se recusou a falar sobre o seu futuro com a seleção escocesa. 
 
“Eu sou a última pessoa a pensar nisso agora”, disse ele. “Os jogadores, funcionários, fãs, familiares – você quer ter certeza de que estão bem”.


VEJA TAMBÉM:


Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.