Vice-presidente americano deixa jogo da NFL após protesto durante hino

Getty

Mike Pence estava vendo a partida

 O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, deixou neste domingo o Lucas Oil Stadium, onde acompanhava o jogo entre Indianapolis Colts e San Francisco 49ers, pela liga de futebol americano do país (NFL), após protestos de vários jogadores durante a execução do hino nacional.

“O presidente (Donald Trump) e eu não daremos importância a nenhum evento que falte ao respeito com nossos soldados, nossa bandeira ou nosso hino nacional”, escreveu Pence no Twitter, pouco depois de sair do estádio.

“Ainda que todos tenham direito a opinião própria, não acredito que seja muito pedir aos jogadores da NFL que respeitem a bandeira e nosso hino nacional”, completou o vice-presidente.

Durante a execução do hino dos Estados Unidos, vários jogadores dos 49ers ficaram de joelhos, em mais um dia de protestos contra Trump.

O presidente americano disparou contra atletas, desde que o jogador de basquete Stephen Curry, do Golden State Warriors, atual campeão da NBA, se recusou a participar de visita à Casa Branca, habitual dos times que conquistam título no país.

Além disso, Trump cobrou que os proprietários de franquias da NFL dispensassem quem se manifestasse como o quarterback Colin Kaepernick, ex-49ers, que se ajoelhava em protesto contra a violência policial contra negros nos EUA.

Hoje, o presidente se manifestou, garantindo que ele foi responsável por pedir que Pence deixasse o Lucas Oil Stadium se “algum jogador se ajoelhasse”. 

Todos os Direitos Reservados a(o) criador(a) deste conteúdo. Acesse o link original.